BLOG



Tendências da agricultura de precisão para 2021


Tendências da agricultura de precisão para 2021

A tecnologia na agricultura vem cada vez mais tomando espaço no Brasil e no mundo. Diminuição no consumo de insumos, aumento de rendimento operacional, aumento na produtividade/lucratividade e melhor distribuição na aplicação de insumos são alguns dos benefícios proporcionados pela agricultura de precisão e agricultura digital, que engloba uma série de tecnologias que auxiliam em muito os produtores rurais.

O mercado global de tecnologias na agricultura de precisão deverá ter um crescimento exponencial da indústria durante o período de 2020-2030, passando de US $ 4.060,3 milhões em 2020 para US $ 7.987,2 milhões em 2030, o que significa um CAGR (taxa de crescimento anual composta) de 7 % (Global Precision Farming Technologies Market Report, 2020), sendo assim, uma ótima área para quem deseja empreender ou investir.

Os principais segmentos de mercado que envolvem a agricultura de precisão são Sistema de Informação Geográfica (SIG), Telemática, Tecnologia de taxa variável (TTV), Sistema de Posicionamento Global (GPS) e Sensoriamento Remoto. 

Dentro desses segmentos, o segmento de TTV aparece como maior em termos de potencial de crescimento e utilidade pelos produtores rurais. 

O que é Tecnologia de Taxa Variável?

Esse tipo de tecnologia refere-se a qualquer sistema que permite a aplicação de insumos em diferentes taxas. Serve para aumentar a eficiência das aplicações, visto que distribui os insumos somente onde é necessário e/ou em doses corretas para cada local.

O custo com insumos (herbicidas, fungicidas, inseticidas e fertilizantes, principalmente) têm aumentado consideravelmente a cada ano que se passa. Os custos variáveis, que englobam principalmente os insumos, na produção de soja no MT, principal estado produtor da leguminosa no país, subiu de R$ 19,88 (R$/60 kg) na safra de 2007/2008 para R$40,10 (R$/60kg) na safra de 2015/2016, contemplando um aumento de 202 % em menos de 10 anos  (Evolução dos custos de produção de soja no Brasil, Conab 2016). 

Visando uma diminuição nos gastos com insumos, a TTV surgiu a fim de possibilitar que os produtos sejam aplicados na quantidade que é exatamente necessária, evitando doses excessivas e aumentando a eficiência de aplicação. A economia que a TTV pode gerar é realmente considerável, podendo chegar a 95 % em alguns casos, no uso de tecnologias de pulverização seletiva, por exemplo.

A soja é a cultura agrícola que mais gera valor no Brasil, e a produção vem aumentando ano após ano (cerca de 13 % ao ano) (CONAB). Além disso, é a cultura que mais cresceu em termos de área plantada no Brasil nos últimos anos. Visto que os custos com insumos estão aumentando consideravelmente ao longo dos anos, a perspectiva de crescimento da TTV no Brasil em áreas com cultivo de grãos, com destaque para a soja, é muito grande. 

Pensando nisso, a empresa Eirene Solutions trouxe ao mercado sensores capazes de identificar as ervas daninhas e aplicar os defensivos somente onde é necessário, sem atingir as culturas agrícolas de interesse. A tecnologia, denominada de SaveFarm, proporciona enorme aumento dos lucros aos produtores, visto que os herbicidas podem corresponder a custos acima de 30 % dos custos totais de produção e com o SaveFarm a economia com esses produtos pode ultrapassar 90 %.

A tecnologia dentro do segmento de TTV que mais pode proporcionar redução de custos de produção é a tecnologia de pulverização seletiva. Resultados de aplicações na região sul e centro-oeste do Brasil com o sistema de pulverização seletiva SaveFarm, vêm trazendo valores de economia muito expressivos. Propriedades com área plantada na média de 1000 hectares superaram valores de economia de R$ 150.000,00 por ano somente com produtos, além da economia de combustível, ganho operacional e redução da fitotoxicidade na cultura,  promovendo um uso mais eficiente dos defensivos e aumentando a receita final em cada safra.

Entre em contato
Fale por WhatsApp